Na hora de trocar os pneus do carro, muita gente vê nos pneus remold uma opção mais acessível e econômica. O que nem todo mundo sabe é que esses pneus escondem riscos que podem impactar na segurança do veículo.

Se você está considerando colocar pneus remold no seu carro, deve antes considerar algumas informações importantes. Conhecer os riscos de usar pneus remold te dá mais recursos para tomar uma decisão de compra.

Por isso, a seguir, saiba tudo sobre esse tipo de pneu e conheça os riscos de usar pneus remold.

O que são pneus remold?

Remold é a abreviação de remoldado ou remodelado e esses dois termos já dão uma boa ideia do que é esse tipo de pneu.

Basicamente, trata-se de um pneu usado que, por meio de um processo industrial, é remoldado ou remodelado. Na prática, significa que um pneu antigo vai receber camadas de borracha novas, o que dá ao produto um aspecto de “zero”.

Como a carcaça do pneu continua a mesma em um processo remold, nem todos os pneus podem ser remodelados.

Geralmente, as empresas que realizam esse tipo de serviço fazem uma inspeção, para determinar se o pneu tem condições de passar por uma renovação.

Quando um pneu é aprovado para passar pela remodelagem, uma máquina realiza a raspagem da borracha original, deixando o produto somente na carcaça.

Depois, a carcaça recebe uma cola especial, para acomodar a nova camada de borracha, finalizando com o processo de vulcanização. E aí, um “novo” pneu surge no mercado.

Remold, recapagem e recauchutagem não são a mesma coisa

Quando falamos nos riscos de usar pneus remold, muita gente defende que pneus reutilizados estão presentes no mercado há muitos anos, com os nomes de recapado e recauchutado.

Entretanto, é importante saber que remold, recapagem e recauchutagem não são a mesma coisa! A diferença está no que é renovado no pneu e no processo de fabricação.

A recauchutagem, por exemplo, é um procedimento que troca a borracha da banda de rodagem e dos “ombros”, que são uma parte entre a banda e a lateral do pneu.

A recapagem, por sua vez, faz a substituição da banda de rodagem, sendo bastante realizada em pneus de carga, que costumam ter um desgaste da banda maior.

O pneu remold mexe ainda mais em um pneu, já que recebe uma troca de borracha em toda a sua estrutura – mantendo somente a carcaça.

Assim, ainda que tenham nomes e processos semelhantes, cada modalidade de recuperação possui características de fabricação próprias.

Porque as pessoas usam pneus remold?

Mas se existem riscos de usar pneus remold, por que as pessoas compram esse tipo de pneu?

A principal motivação está no preço. Isso porque, dependendo do modelo do pneu, a diferença de valor entre um novo e um remodelado pode chegar a 50%.

Há também quem defenda que os pneus remold colaboram com o meio ambiente, uma vez que ele consegue manter uma carcaça em uso por muito mais tempo. (Porém, é importante lembrar que ao trocar pneus em uma loja especializada, é feita a destinação correta do pneu usado).

Por fim, como os pneus remold são permitidos pelo Inmetro, muita gente acredita que eles são totalmente seguros. E nesse ponto, é preciso que você conheça os riscos de usar pneus remold.

Quais os riscos de usar pneus remold?

Ainda que em um primeiro momento os pneus remold pareçam uma boa ideia, especialmente quando consideramos o fator preço, a realidade é que existem alguns aspectos que merecem a atenção do consumidor.

Os pneus remold não são totalmente seguros justamente pela forma como são fabricados. Como eles utilizam uma carcaça usada, não é possível ter total certeza de que o interior do pneu está em bom estado.

As empresas que prestam esse tipo de serviço realizam uma verificação no pneu usado, mas é fato que um pneu perde suas propriedades com o passar dos anos e com o uso. E esses sinais podem passar desapercebidos em uma análise.

Outro risco dos pneus remold está em falhas que podem acontecer durante o processo de fabricação e vulcanização. Dependendo do modo como a remodelagem for feita, o uso pode provocar rasgos, furos e outros tipos de danos.

A borracha do pneu remodelado é nova, porém isso não significa que o condutor terá o mesmo rendimento de um pneu “zero”. No uso diário, a vida útil de um pneu remold pode ser cerca de 15 a 30% menor do que um pneu novo.

Por ter um processo de fabricação bem específico, os pneus remold não oferecem o mesmo conforto na condução que um pneu novo. É normal que os condutores se queixem de fortes ruídos na direção, ou mesmo que sintam o balanceamento comprometido.

Em curvas, os pneus remold costumam apresentar uma certa instabilidade, o que torna a condução um tanto quanto desafiadora.

E claro, ainda que o procedimento seja aprovado pelo Inmetro, existem muitas empresas que realizam o remold de forma ilegal, sem seguir normas técnicas básicas. Escolher uma dessas empresas é multiplicar o risco que um remold “normal” já apresenta.

Vale a pena usar pneus remold?

Quando comparamos os benefícios dos pneus remold, como o preço mais acessível, com os riscos apresentados, é fácil entender que não vale a pena usar um pneu remodelado.

Ainda que seu custo seja mais acessível, um pneu remold não consegue manter um padrão de qualidade, apresentando uma série de riscos para o condutor e as pessoas que andam em um veículo.

Além disso, a vantagem do preço mais baixo é facilmente questionada ao checarmos a vida útil menor de um pneu remold. Ou seja, no comparativo, o barato não é tão barato assim.E por mais que existam pessoas que utilizam pneus remold e garantem que gostam da experiência, cabe a você definir o quanto você quer se arriscar para descobrir, na prática, se o pneu remold vale a pena.


Por enquanto, comprar um pneu novo continua sendo a melhor e mais segura decisão que você pode tomar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *